3º Simpósio Internacional de Políticas e Práticas em Saúde Coletiva na Perspectiva da Enfermagem

3º Simpósio Internacional de Políticas e Práticas em Saúde Coletiva na Perspectiva da Enfermagem (SINPESC)
Período: 06 de março, das 08 às 13 horas, e 07 de março de 2017, das 08 às 17 horas.

Com participação de Cassia Baldini Soares na mesa redonda: Contribuições da Enfermagem ao Campo da Saúde Coletiva e Perspectivas

(mais…)

Seminário internacional O cuidado de Enfermagem à família na Atenção Primária à saúde

Sistematização e implementação de práticas, em resposta a necessidades em saúde.
Período de realização: 19 a 23 de fevereiro de 2018 na Escola de Enfermagem da USP/São Paulo

http://www.ee.usp.br/site/index.php/eventos/mostrar/3099/103

Cassia Baldini Soares será coordenadora do Workshop “Pesquisa Ação emancipatória como metodologia de implementação em respostas a necessidades em saúde”, realizado no dia 20/02/2018 e palestrante sobre o tema “Para fazer a síntese: das necessidades em saúde às práticas na APS voltadas à família”, no dia 23/02/18. (mais…)

Jovens droga-adictos também praticam esporte e cuidam da própria saúde

Notícia originalmente publicada no Jornal da USP em 15/12/2017

PASQUIM, H.M. ; SOARES, C. B. . Jovens droga-adictos também praticam esporte e cuidam da própria saúde. Jornal da USP, Universidade de São Paulo, p. 1 – 1, 15 dez. 2017.


Heitor Pasquim é professor da Escola de Educação Física e Esporte da USP
Cassia Soares é professora da Escola de Enfermagem da USP


Existe uma série de falsas concepções que cercam o consumo de drogas, entre elas, a oposição entre o uso de drogas e a prática de atividade física e esportiva. Essas concepções estão de maneira muito disseminada na base de ações, programas e políticas preventivistas, que buscam implícita ou declaradamente substituir drogas por esporte. Um exemplo disso é a corrida Droga Mata & Esporte Salva, realizada na cidade de São Paulo há mais de dez anos. (mais…)

Lançamento do livro “Trabalho e Saúde no Capitalismo Contemporâneo – Enfermagem em Foco”

Este trabalho é resultado do encontro entre diferentes campos do conhecimento na abordagem da problemática do trabalho no capitalismo contemporâneo, com particular foco na enfermagem. Trata-se de um esforço coletivo entre a economia, a sociologia, a saúde coletiva e a própria enfermagem para compreender a lógica do trabalho na sociedade capitalista contemporânea, com o objetivo de subsidiar estudantes, pesquisadores e profissionais que tem em seu cotidiano a primazia do trabalho e dos serviços de saúde. Composto por quatro capítulos diferenciados, o livro apresenta um eixo comum referente à perspectiva de classe crítica acerca da realidade do trabalho em saúde e dos serviços em geral.

http://doccontent.commercesuite.com.br/trabalho-e-saude-no-capitalismo-contemporaneo/

7º episódio da Websérie Crack – Repensar “O mercado das drogas na lógica da sociedade de consumo”

7º episódio da Websérie Crack – Repensar, com a Professora Cássia Soares, Livre-Docente da Escola de Enfermagem da USP, produzida a partir de imagens captadas para o documentário curta-metragem Crack – Repensar, produzido pela Doctela e distribuído pela VideoSaúde Distribuidora da Fiocruz.

Facebook: http://www.facebook.com/crackrepensar/

“Você tem disponível a mercadoria droga para as várias classes sociais, porque o sistema de produção, distribuição e consumo se vale de toda essa lógica. Você pode comprar crack baratinho na Crackolândia e resolver uma dor que está te atormentando dia e noite, instantaneamente. Assim como, você pode comprar um vinho no supermercado depois de uma reunião e dizer assim: ‘agora é meu momento de relaxamento.'” – Cássia Soares


Vídeo que serve de base para uma experiência de jogo educativo, coerente com a perspectiva da saúde coletiva (Soares, 2007), que pretende provocar a crítica social sobre a questão das drogas.


JOGO “CIDADE DORME”: REPRESENTAÇÕES COTIDIANAS SOBRE DROGA

Jogo “Cidade Dorme” – representações cotidianas sobre drogas

Vídeo que serve de base para uma experiência de jogo educativo, coerente com a perspectiva da saúde coletiva (Soares, 2007), que pretende provocar a crítica social sobre a questão das drogas. JOGO “CIDADE DORME”: REPRESENTAÇÕES COTIDIANAS SOBRE DROGA

Drug education games for youth

Drug Education Games for Youth
Heitor Martins Pasquim, Master of Science; Cassia Baldini Soares, PhD;
& Ricardo Santoro, Bachelor in Psychology

Publicado originalmente em Social Medicine (www.socialmedicine.info) Volume 10, Number 2, August, 2016

(mais…)

Pesquisa-ação: oficinas emancipatórias como instrumento para coleta de dados e apreensão das representações cotidianas

Originalmente publicado em Sociologia em rede.2015, vol.05, n.05, pp. 03-11.
http://redelp.net/revistas/index.php/rsr/article/view/2soares5

Elda de Oliveira¹, Geisa Colebrusco Souza², Cassia Baldini Soares³

Resumo

Esse estudo analisou as representações cotidianas de escolares sobre os “rolezinhos”. Adotou-se a pesquisa-ação emancipatória (PAE), com jovens entre 15 e 17 anos. Ao final da PAE, houve diferença entre as representações sobre os “rolezinhos”, nem todos conceberam a ideologia midiatizada como verdade ao ampliarem a discussão do fenômeno relacionando-o com as relações de classes sociais. A PAE, embora técnica de coleta grupal, mostrou-se pertinente para apreender as representações cotidianas.

Palavras-chave:

pesquisa-ação, representações cotidianas, “rolezinho”, midiatização

 

Políticas públicas estatais de saúde na área de drogas: o caso do Programa De Braços Abertos (PDBA)

Originalmente publicado em Sociologia em rede.2015, vol.05, n.05, pp. 119-142. http://redelp.net/revistas/index.php/rsr/article/view/8cavalcanti5

Beatriz Cavalcanti¹, Luciana Cordeiro², Cássia Soares³

Resumo

O presente artigo objetiva descrever e analisar as práticas de redução de danos do Programa de Braços Abertos da prefeitura de São Paulo, sob a perspectiva da saúde coletiva, frente ao atual cenário político e econômico das políticas públicas estatais. Para coleta de dados realizada durante a experiência de estágio profissionalizante no programa, utilizou-se a técnica de observação participante.

Palavras-chave: Políticas públicas; Redução de danos; Estado
1- Especialista em Saúde Coletiva e Atenção Primária/USP;
2- Terapeuta Ocupacional e Doutoranda em Cuidado em Saúde da Escola de Enfermagem da USP
3- Professora Livre-docente no Departamento de Saúde Coletiva da Escola de Enfermagem da USP

(mais…)

I Encontro Paranaense de Saúde Mental Infanto Juvenil

PROPULSÃO-880×400px1Mesa 4: Redução de danos e o desafio de manejo com crianças e adolescentes
27/11 – 09:00 – Auditório Gralha Azul – Bloco Didático I – Setor de Ciências da saúde.

CONVIDADOS:

Cassia Baldini Soares
Professora Associada do Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo (USP)

Rubens Adorno
Antropólogo e Professor da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP)

Marcelo Kimati
Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba (SMS)– Departamento de Política sobre Drogas

Mediação: Altieres Frei
Diretor do Centro Social Marista Propulsão e doutorando em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP)

Lazer, Saúde Coletiva e Consumo de drogas

Originalmente publicado em Licere (Centro de Estudos de Lazer e Recreação. Online), v. 18, p. 305-328, 2015.https://seer.lcc.ufmg.br/index.php/licere/article/view/1053/762

Heitor Martins Pasquim¹,  Cássia Baldini Soares²

O objeto desta reflexão é a potencialidade pedagógica do lazer no contexto do cuidado voltado a consumidores de substâncias psicoativas. Neste ensaio se objetiva retomar a perspectiva crítica do lazer e a perspectiva da saúde coletiva como potentes para explicar e intervir na problemática do consumo de drogas na atualidade. Toma-se o lazer a partir do modo de produção capitalista e o consumo de drogas a partir do modelo teórico da determinação social da saúde. Por fim, propõe-se uma prática conscientemente classista do lazer como alternativa ao lazer viciado.

Palavras-chave: Atividades de Lazer. Saúde Pública. Usuários de Drogas.

1- Doutorando em Cuidados em Saúde na Universidade de São Paulo.
2-  Professora Livre-Docente da Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem

(mais…)

Mudanças no capitalismo contemporâneo e seu impacto sobre as políticas estatais: o SUS em debate

Originalmente publicado em
Saúde soc. vol.24  supl.1 São Paulo abr./jun. 2015 Epub Abr-2015
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12902015000500082&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt&ORIGINALLANG=pt

Celia Maria Sivalli Campos 1  , Nildo Viana 2  , Cassia Baldini Soares3
1Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem. Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva. E-mail:celiasiv@usp.br
2Universidade Federal de Goiás. Faculdade de Ciências Sociais. Email:nildoviana@ufg.br
3Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem. Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva.E-mail:cassiaso@usp.br

RESUMO

O objeto deste ensaio é o Sistema Único de Saúde (SUS) compreendido como política estatal de saúde que atravessou, logo nos seus nascedouros, o forte desmonte neoliberal. O texto está dividido em duas partes: na primeira é apresentada a discussão sobre os conceitos de crise, regime de acumulação e análise da situação atual desse regime. Também são sintetizadas as principais características das mudanças mais recentes, mostrando as dificuldades crescentes na acumulação de capital e a tentativa de solução no âmbito das políticas neoliberais, bem como a ressonância desse processo no Brasil. Na segunda parte, partindo-se do pressuposto de que as políticas estatais de saúde são formuladas para sustentar e viabilizar o processo de produção em saúde, é apresentado o conceito de políticas estatais. Em seguida, a discussão centra-se nos impactos da crise sobre as políticas de saúde. Salienta-se que os princípios fundamentais do SUS de universalidade e igualdade foram os mais atingidos pelas políticas neoliberais e se discute algumas repercussões na atenção básica. Chama-se atenção também para o fato de as instituições governamentais engendrarem ações de natureza moral, não essenciais, que funcionam como mecanismos de mascaramento dos processos de privatização da saúde. Esboçam-se também alguns dos desafios postos aos que opõem resistência ao desmantelamento do SUS.

Palavras-Chave: Neoliberalismo; Políticas Públicas de Saúde; SUS; Regime de Acumulação; Capitalismo; Brasil

(mais…)

Juventude e o consumo de drogas
Professora Convidada: Cássia Baldini Soares
Escola de Enfermagem / USP

Ciclo de Palestras: O SUS em Debate com a Profª Drª Cássia Baldini Soares

Juventude e o consumo de drogas Professora Convidada: Cássia Baldini Soares Escola de Enfermagem / USP

A Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP realizou o Seminário: “A Cracolândia muito além do crack” de 28 a 30 de maio de 2012.

O vídeo apresenta a mesa 1 do seminário com o tema Políticas Públicas de Atenção ao Consumo de Drogas com Rubens C. F. Adorno, Cassia Baldini Soares e Dartiu Xavier da Silveira que aconteceu no dia 29 de maio de 2012 das 09 às 12hs.

A apresentação do seminário teve a seguinte descrição: Visando mobilizar as vozes contrárias ao discurso oficial sobre a necessidade da ação que foi deflagrada recentemente na Cracolândia, bem como de suas justificativas, seus métodos e resultados, profissionais da área acadêmica, da saúde e do direito sentiram a necessidade de organizar um debate sobre o tema explicitando as questões que são deixadas fora da discussão quando se fala do uso de drogas e dos problemas sociais que encontram-se nessa esfera.

MESA 1 – POLÍTICAS PÚBLICAS DE ATENÇÃO AO CONSUMO DE DROGAS COMPARAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS DE ATENÇÃO ÀS DROGAS. Rubens C. F. Adorno
CONSUMO DE DROGAS: A PERSPECTIVA DA SAÚDE COLETIVA. Cassia Baldini Soares
DISPOSITIVOS TERAPÊUTICOS. Dartiu Xavier da Silveira

link original para o vídeo clique http://iptv.usp.br/portal/video.action?idItem=6035

Para baixar a programação Programa Seminario A Cracolandia muito alem do Crack

Seminário: A Cracolândia muito além do Crack

A Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP realizou o Seminário: “A Cracolândia muito além do crack” de 28 a 30 de maio de 2012. O vídeo apresenta a mesa 1 do seminário com o tema Políticas Públicas de Atenção ao Consumo de Drogas com Rubens C. F. Adorno, Cassia Baldini Soares e Dartiu Xavier […]